• Nélio Wanderley

Uma queda na mistura de biocombustíveis nos EUA, afetará o etanol brasileiro?



O Barril de Petróleo na Europa (BRENT) fechou ontem em US$ 72,86 ESTÁVEL acumulada em +0,23%, e nos EUA (WTI) fechou em US$ 70,88 ESTÁVEL acumulada em -0,04%. O Dólar fechou em R$5,06 BAIXA -1,11% e o Etanol Hidratado em Paulínia/SP fechou em R$3,01 BAIXA -1,17%.

- ABILIO DINIZ: “MOMENTO NÃO É DE RETOMADA, MAS DE EXPLOSÃO NA ECONOMIA”: “A tendência é você ir para lojas de proximidade, menores, ou até lojas especializadas, o supermercado especializado em alimentação, muito focado em perecíveis e alimentos saudáveis.”

Fonte: https://mercadoeconsumo.com.br/2021/06/14/abilio-diniz-momento-nao-e-de-retomada-mas-de-explosao-na-economia/


- SE VINGAR QUEDA NA MISTURA DE BIOCOMBUSTÍVEIS NOS EUA, PERDERÃO OS GRÃOS, O ETANOL BRASILEIRO E A PRESSÃO GLOBAL: As razões atribuídas seriam para diminuir a pressão sobre os estoques dos EUA, mas por trás está sempre o lobby petroleiro. As refinarias que não querem investir em melhorias ou estão mais distantes de centros produtores das matérias-primas renováveis; as petrolíferas, que querem vender mais com o espaço deixado por menos biocombustíveis. Respectivamente, os mandatos são de 20% e de 15% de mistura ao diesel e à gasolina. Em 2020, a soma dos dois biocombustíveis representaram 76,1 milhões de m3, em ano de baixo consumo pela crise da pandemia.

Fonte: https://www.moneytimes.com.br/se-vingar-queda-na-mistura-de-biocombustiveis-nos-eua-perderao-os-graos-no-etanol-brasileiro-e-o-exemplo-global/




Nélio Wanderley

SAIBA MAIS AQUI

0 visualização0 comentário