• Nélio Wanderley

Minuto dos Combustíveis 27/11/2020

Atualizado: 30 de Nov de 2020



- A BR Distribuidora compra a Targus Energia: Por R$ 62,1 milhões, 70% da a BR Distr. Comprou a Targus Energia, comercializadora de energia elétrica, o que garante sua entrada no segmento. A transação prevê ainda mecanismos de “earn-out” e opções de compra e venda dos 30% restantes.


- Venda ES Gas: O governo do Espírito Santo planeja renunciar ao controle de sua distribuidora de gás canalizado com a venda de 25% das ações da companhia em uma operação na B3. O governo capixaba possui atualmente 51% da ES Gás. Dona dos demais 49% da empresa, a BR Distribuidora também irá vender 25%, disse o governador do Espírito Santo, Renato Casagrande (PSB).


- Venda direta de etanol: ANP recebe propostas para formulação de pedido de liberação.

Agência propõe criação de agente que atuaria apenas na comercialização do biocombustível hidratado combustível, e que seria vinculado a produtor já autorizado.


- Reajuste Preços Petrobrás: (Reuters) - A Petrobras aumentou o preço da gasolina em suas refinarias em 4% em média a partir de quinta-feira, enquanto o diesel terá elevação de 5%, informou a companhia nesta quarta-feira, por meio da assessoria de imprensa.

O aumento é o segundo aplicado pela estatal em novembro para os dois combustíveis, após reajuste realizado no dia 12.


- Ato Cotepe n⁰34 PMPF: Nova tabela do Confaz aponta aumento do Diesel na maioria dos estados a partir de 1º de dezembro.

O Conselho Nacional de Política Fazendária (CONFAZ) divulgou no Diário Oficial da União desta quarta-feira, 25 de novembro de 2020, o Ato COTEPE nº 34 com a nova tabela com os preços de combustíveis a serem usados como referência pelas unidades federativas do País a partir de 1º de dezembro de 2020.


- Petróleo sobe aos níveis antes da pandemia: Os contratos futuros mais líquidos de petróleo fecharam esta terça-feira, 24, em alta significativa, com o apetite por risco de investidores dando a tônica dos mercados. A melhora da perspectiva econômica com a aprovação e distribuição de uma vacina contra a covid-19 continua a influenciar positivamente os preços da commodity, enquanto o avanço da transição de poder nos Estados Unidos e a expectativa de extensão do corte da produção da Organização dos Países Exportadores de Petróleo e aliados (Opep+) atuaram como pano de fundo para a alta das cotações.

SAIBA MAIS

2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo